Interaja com a gente!

Atitude, Nubank e Festival Path em uma semana

Levamos nossa equipe para experiências incríveis sobre impacto social, criatividade e inovação no Festival Path e no Nubank. Finalizando tudo isso em uma noite de bate-papo na nossa casa.

O nosso time, os mais chegados e até quem nos conhece pouco mas considera pacas sabe que a nossa rotina é sem rotina. Faz parte do nosso DNA viver nesse mundão de um jeito louco, diferente e inusitado. Seja com dona de casa que vira pop star em segundos ou com a cara na rua para falar de problemas sociais. Somos desses, equilibrando tudo isso na corda bamba da vida adulta, dos boletos pra pagar e do caos de cada dia. E para sobreviver no meio disso tudo, de vez em quando sempre inventamos um jeito de sair por aí, oxigenar as ideias e voltar para casa inspirados para mudar mais um pouco do mundo. Mas dessa vez, amigos, acho que arregaçamos os limites só um pouquinho.

Não foi só uma saidinha ali na esquina, foram mais de 1.000 km de distância, percorridos graças à famosa invenção de Santos Dumont. Não foi para fazer uma horinha de descanso, foram 400 horas e 30 espaços para explodir os sonhos e as ideias mesmo. Foi a experiência de levar nossa equipe poderosíssima para o Festival Path 2018 e o Nubank, em São Paulo, durante o final de semana dos dias 19 e 20 de maio. Um momento histórico que não poderia ser vivido apenas pelos nossos idealizadores, e que também não faria sentido se fosse para ficar apenas em São Paulo. Então trouxemos todo o conhecimento de volta para nossa terrinha com a noite Atitude Inicial Compartilhando o Festival Path, na última quinta-feira (24). Aqui, contamos um pouco disso tudo que rolou nessa semana super conectada com o que a gente acredita Brasil afora!

Nubank, para revolucionar o que não funciona mais!

Para quem acha que criar um banco não é nada de novo, engana-se por não conhecer o Nubank. Acreditamos que grandes iniciativas criativas surgem com simples ações, desde o artesanato das tias da comunidade até um novo estilo de banco que te permite fazer tudo (tudo mesmo) pela internet e te trata como cliente especial (sem precisar pagar mais por isso). Assim é o Nubank, que surgiu simplesmente por não aceitar as filas imensas nas agências bancárias e as burocracias só para abrir uma conta.

Inovar é olhar para tudo aquilo que está errado e deixamos de ver por achar que é normal. Inovar é, tal como dizemos sobre nosso propósito, resolver o que incomodar entre acordar e dormir. Por isso, o Nubank fala a nossa língua e entende as nossas loucuras. Tivemos a recepção calorosa e o papo super conectado com o Yuri, head of costumer experiences. Conhecemos um pouco da estrutura que tem a cara da empresa nos mínimos detalhes, e das equipes que transmitem a alma da organização na diversidade e no afeto. Com tudo isso nos sentimos parte desse sonho de revolucionar os velhos padrões, para conectar o melhor das pessoas cada vez mais!

Atitude Inicial - Impacto Social Nubank

O Atitude no Festival Path, para quem se atreve a mudar o mundo!

Existimos para mudar o mundo, dizemos e fazemos isso com todos os sonhos, mas também com todos os desafios práticos que cabem nessa frase. Afinal, nascemos com ideias reais para pessoas, problemas e mundos reais. Com o Path, vimos tudo isso que acreditamos em uma explosão, de gente, ideias e ações. Ali encontramos o novo de tudo aquilo que sabemos há muito tempo, e por isso também nos reconectamos à nossa própria essência. (Re)conhecemos tudo isso no Festival por meio de inúmeros negócios, projetos e conversas, que iam desde a criação de uma escola de inglês de ponta na favela até a rainha Regina Casé falando sobre misturar gerações e quebrar preconceitos de idade.

O Atitude no Path elevou a ideia de que não faz sentido existir para a sua comunidade ou para sua empresa se não for para transformar a realidade, com o que há de mais autêntico e potente em nós. Afinal, ser criativo é ser nada mais do que nós mesmos, e abrir caminho para cada um descobrir e mostrar a sua expressão própria no mundo. A experiência do Path também nos juntou com mais gente que, assim como nós, percebeu que os problemas sociais do mundo não são um setor de caridade, e sim uma questão urgente e básica para ser resolvida. Por isso nascemos todos como negócios sociais para mudar o mundo de uma forma profissional e também financeira. Para que ganhar dinheiro não seja mais o contrário de fazer o que se ama, fazer negócios não seja mais o oposto de fazer o bem.

E no fim das contas, inovar é fazer tudo isso, não porque é futurista ou cheio de novidades digitais. Pelo contrário, inovar é muito mais de carne, de gente, de alma, de histórias vividas, de olhar e tocar o outro. É novo em meio aos padrões e paredes que por tanto tempo nos distanciaram e violentaram o que temos de mais precioso: as ideias.Assim, o Path se somou ao nosso caminho, que agora segue ainda mais inspirado e unido a mais projetos que pensam como a gente. Exemplo disso foi o Projeto Draft, por meio da Phydia,  que nos recebeu no meio do Festival com aquela sensação em comum de acreditar em sonhos e realidades bem possíveis, e com a velha pergunta: “como não nos conhecemos antes?”

Nós com a Phydia, editora chefe do Projeto Draft

Atitude fala do Path, porque começamos transformando o quintal de casa!

(caso não resida no ES, peça para um capixaba traduzir) 

Se falar em mudar o mundo é ouvir o famoso “você é louco” em qualquer lugar, na nossa Vitoríssima viramos especialistas no assunto. Essa nossa identidade de paraíso escondido, em cima do muro entre grandes e pequenas cidades nos traz um desafio gostoso de inovar mais ainda. Não acreditamos nessa história de que a vida acontece no eixo RIO-SP, por isso rodamos o mundo todo sempre com passagem de volta, trazendo tudo de fora para inspirar e fazer acontecer aqui dentro! Se aqui no Espírito Santo nós às vezes sofremos pela escassez, com certeza nessas grandes metrópoles sofremos pelo excesso. Uma imensidão de informações, estímulos, pessoas, conversas e conteúdos que são demais para o nosso jeito praieiro/ventinho fresco de ser.

Por isso, falar de todas ideias e iniciativas que encontramos por aquelas bandas faz todo o sentido para nós. Para traduzir tudo isso para a realidade capixaba que tanto amamos, e compartilhar o conhecimento com quem é de casa. A noite rendeu várias reflexões essenciais para trocar com os nossos, depois de tanta coisa vivida e sentida. Compartilhar foi indispensável, afinal, o Atitude existe para conectar!

Atitude Inicial compartilhando o Festival Path

Confira mais alguns dos nossos cliques:

« 1 de 3 »

Sobre Lais Rocio

Jornalista dedicada a ser, essencialmente, contadora de histórias! Apaixonada pela literatura da vida real, por investigação e pelas narrativas de culturas e tradições. Deposita em todas as experiências que desempenha, o olhar sensível e curioso, com desejo de aprender, descobrir e ser transformada pelas múltiplas realidades que as escolhem para enxergar.