Interaja com a gente!

Descascando | Valéria Nogueira – Diretora de Produção

Já que o nosso time é repleto de colírios e como vovó sempre diz que “o que é bonito é pra se mostrar”, trazemos pra você, com exclusividade e prioridade na fila do pão nosso de cada dia, o projetinho mais “Caprichoso” da firma: o Descascando!

Em uma mistura do “De frente com Gabi” com revistinhas adolescentes dos anos 90, utilizando frutas da estação puxadas por chamadas sensacionalistas, essa série de matérias vai es-can-ca-rar a vida pessoal, amorosa e talvez profissional desta equipe de trabalho.

A fruta que vamos descascar hoje é, sem dúvidas, uma das mais versáteis da equipe. Com ela dá pra fazer vinho, fazer suco, escrever roteiro, ensaiar intervenção teatral, produzir evento.. e outras coisas mais.

Mas ao contrário dessas frutas geneticamente modificadas que a gente vê no mercado, a uValéria é toda natural, bonita pra caramba e tem até uma sementinha germinando na barriga. Resta pra nós, saber quais são os segredos e mistérios escondidos nessa fruta que, dá pra gente usar pra tudo, mesmo sem descascar.

Nome ou apelidinho carinhoso
Val…léria? Não…Apenas Valéria ou Valerinha se você for a minha mãe.

Idade (sem mentir)
30 e tantos

Defina seu mapa astral
Satanáris com ascendente em drama (câncer)

Número da sorte
1 7 3 11 ou seria essa a minha senha bancária?

Quem é você numa paleta de cores?
Sou o pote de ouro depois do arco-íris

Canudo, certificado e/ou tutorial da internet

Quem é você no Atitude?
A parte feminina do Jota.

Já frequentou alguma sala de aula com objetivos profissionais?
Eu frequentei a sala, apenas. Mas palcos, foram alguns.

E o que você aprendeu? Conte-nos uma experiência prática. (Não quero ouvir aquele discursinho que você diria pra mamãe.)

Aprendi que quando o sinal tocar, você tem que correr para a fila da cantina, porque depois fica enorme e corre o risco do recreio acabar e você ficar sem lanchar.

Cite três momentos em que podemos te usar:
(Profissionalmente, claro. Brincadeira, rs. Não, é sério!?)

Para pensar em coisas malucas e fazer tudo se tornar realidade.

E três momentos em que não podemos te usar:
(Tipo, de jeito nenhum, sai de mim, não te quero, me solta. Não é você, sou eu.)

Não me pede para trabalhar a noite. O sono me domina!

você por você

Ela sendo ela…
Gente, vou começar uma dieta hoje? Vamos no cachorro quente da Preta? Quero muito! Ai que droga, saí da dieta.
Comida, não comida, mal ou bem comida?
Tudo que tenha queijo, muito queijo. Me chama sempre para a comida japonesa. Adoroooo!
Comente:
Eu gosto ué! Se você não gosta o problema é seu.
Qual musiquinha chiclete você diz que não gosta, mas quando tá sozinhx dança e canta na frente do espelho rebolando o bumbum?
Todas as músicas que o Patropi me obriga a ouvir. Obs: Patropi, vulgo Rodrigo, vulgo tem dona, vulgo meu namorado, vulgo é meu, vulgo possessão, vulgo não sou ciumenta, vulgo sou sim.
Complete “Vai malandra…”:
…vai ensaiar!
Segundo um pensador contemporâneo anônimo não identificado “Mente vazia é oficina do…”. O que você faz nas horas vagas para não cair na tentação?
(Se é que a gente te dá algum tempo livre…)
Eu lá tenho hora vaga. 220 volts. Impossível a minha mente estar vazia!
Fofoca é bom e todo mundo gosta. Pra encerrar, fala aqui no pézinho do ouvido aquele segredinho caliente, que você não contou nem pra sua própria sombra:
No fundo, eu sempre vou defender as pessoas.
Vitória Bordon

Sobre Vitória Bordon

Vitória Bordon has created 6 entries.