Interaja com a gente!

Conecta.Lab – um workshop para conectar pessoas e resolver incômodos

Dar vida ao Conecta.Lab não foi marcante só pela experiência de ver tanta coisa sair do papel, mas também pela oportunidade de conhecer MUITA gente com um potencial gigante pra deixar uma marca positiva no mundo. De mãos dadas com a Fundação Otacílio Coser, criamos um workshop que falava muito sobre negócios sociais, mas ainda mais sobre relações humanas. De quebra, conseguimos juntar várias pessoas diferentes pra cumprir um único objetivo: criar novas conexões para transformar incômodos em soluções reais.

Começamos o dia recebendo todo mundo com um sorriso no rosto e um coffe break, pra deixar a galera preparada pro tanto de provocações que viriam ao longo da manhã. Depois de uma intervenção teatral que apresentava o evento e de um bate papo com a Ana (Coordenadora de Programa), que explicou direitinho como funciona a Fundação Otacílio Coser, a gente partiu pra uma dinâmica de integração que colocou todo mundo pra refletir. Afinal, o que te deixa incomodado do momento em que você acorda até o momento em que vai dormir?

Pra responder essa pergunta, cada um teve que revirar seu baú de inquietações e botar a mão na massa com as atividades e dinâmicas que vieram a seguir, até porque, nossa missão ali era mostrar que pra todo grande incômodo, existe uma solução criativa. No final do dia, os quatro grupos de pessoas que se uniram justamente pelos incômodos que tinham em comum, conseguiram apresentar projetos que, não só eram uma solução possível para esses problemas, como também eram exemplos de um empreendedorismo com potencial de impactar positivamente a sociedade.

Muito além de um lugar em que as ideias borbulharam, o Conecta.Lab foi o grande responsável por nos fazer conhecer um bocado de gente iluminada, como a Leandra Barros. Mesmo ela que já viu de tudo na vida graças a sua vasta experiência como “multi” (artista, jornalista, empreendedora e todas as outras coisas que ela já fez/faz), encerrou sua participação no evento com um sorriso no rosto e com muita vontade de sair de lá e fazer a diferença.

“É impossível ser feliz sozinho e é preciso se conectar pra ser mais feliz” – Leandra Barros

Além dela, nós tivemos o prazer de conhecer a Gisella Dantas (que veio de São Paulo só pra participar do workshop) e o Joãozinho (um jovem senhor de 87 anos, corajoso suficiente pra sair de casa e expor seus medos pra pessoas desconhecidas). O momento serviu pra provar que, embora as pessoas sejam completamente diferentes umas das outras, sempre pode existir um motivo pra uma conexão. Até porque, em que outro lugar ou momento no mundo essas iriam se encontrar?

A gente saiu de lá munido de muito conhecimento, networking, ideias e muita (mas MUITA) inspiração, cientes de que a solução pra um problema complexo pode vir de algo tão simples quanto a conexão entre as pessoas. Mas o que realmente ficou, além de toda a experiência, foi a vontade de multiplicar momentos como esses pra, quem sabe, diminuir um pouco do gostinho de “quero mais” que ficou quando a gente teve que se despedir de todo mundo no final.

Pra ver um pouco mais de perto tudo que a gente fez, aprendeu e sentiu, dá uma espiada nesse vídeo que resume um pouquinho da nossa experiência:

Vitória Bordon

Sobre Vitória Bordon

Vitória Bordon has created 3 entries.